15 Livros para explicar a morte para crianças

Uma das alternativas para essa delicada tarefa é utilizar a literatura como ferramenta.

15 Livros para explicar a morte para crianças
09/09/2021
Por: Funerária Araújo-Orsola

A morte faz parte do processo natural de todo ser humano, e os tempos de pandemia de coronavírus tem feito com que várias famílias passem pelo luto, aumentando a necessidade de conversar sobre perdas, também com as crianças.

Como a morte já é algo difícil de lidar até para quem é adulto, geralmente os pais e familiares também encontram dificuldades em abordar o assunto com os pequenos, sobretudo, em fazer com que consigam compreender a atual situação do mundo.

Devemos explicar a morte para crianças de forma mais natural, e uma das alternativas é utilizar a literatura como ferramenta. Lendo para elas ou permitindo que elas próprias entrem em contato com livros que possuem histórias sobre separação, perda e saudade, e conversar com elas sobre essas histórias, pode ajudar a prepará-las para quando for necessário lidar com a ausência de pessoas queridas. Leia também o artigo Como falar de morte com as crianças.

Com o objetivo de auxiliar pais e familiares nessa delicada tarefa, selecionamos uma lista de livros infantis para explicar a morte para crianças. Veja a seguir.

 

1. O Passeio - Pablo Lugones

O Passeio - Pablo Lugones

Recomendado para crianças a partir dos cinco anos de idade, utiliza a analogia de um passeio de bicicleta entre pai e filha para falar sobre relacionamento e o ciclo da vida, abordando a perda e a continuidade.

Sobretudo, a obra enfatiza a importância de aproveitarmos a jornada. As páginas, com ótimas ilustrações, contam com texto curto, e permitem boas conversas com os pequenos. 

 

2. O Pato, a Morte e a Tulipa - Wolf Erlbruch

O Pato, a Morte e a Tulipa - Wolf Erlbruch

O livro do escritor e ilustrador alemão retrata a conversa de um pato e uma caveira (a morte) que está andando atrás dele. Ela explica que sempre esteve por perto e eles passam juntos as últimas semanas de vida do pato.

 Apesar da tristeza de saber que a morte nos acompanha desde que nascemos, os diálogos são de poesia e muita beleza.

   

3. O Livro do Adeus - Todd Parr

O Livro do Adeus - Todd Parr

É ideal para os pequenos de até seis anos, pois utiliza linguagem e ilustrações simples, auxiliando na compreensão da morte tanto de um familiar como de um animalzinho de estimação.

Seus desenhos coloridos ajudam a descomplicar a situação do luto, tornando o tema mais natural.

 

4. O Coração e a Garrafa  - Oliver Jeffers

O Coração e a Garrafa  - Oliver Jeffers

Escrita pelo ilustrador irlandês, a narrativa é sobre uma curiosa menina que perde alguém que sempre estava com ela em suas descobertas. Provavelmente, seu avô. Triste, ela decide guardar seu coração numa garrafa e, com o tempo, deixa de prestar atenção em diversas coisas. Até que encontra uma criança curiosa como ela foi e vê que precisa colocar seu coração no lugar.

O livro mostra que apesar de, muitas vezes, a tristeza demorar a passar, o coração batendo no peito continua sendo o mesmo.

 

5. Vazio - Anna Llenas

Vazio - Anna Llenas

Bem avaliado por pais, esse livro da escritora espanhola relata a história de uma garotinha que consegue superar as tristezas da vida ao ressignificar as suas perdas. Bem aceito pelas crianças, a publicação possui excelentes ilustrações que garantem uma narrativa mais leve, tornando-se mais uma alternativa para explicar a morte para crianças.

 

Receba conteúdo em seu email - Orsola

 

6. Meu Filho Pato e Outros Contos sobre Aquilo de Que Ninguém Quer Falar- vários autores

Meu Filho Pato e Outros Contos sobre Aquilo de Que Ninguém Quer Falar- vários au

O livro contém seis histórias retratando acontecimentos que fazem parte da vida e que nos ajudam a crescer, seja a chegada de um irmão, a mudança de casa ou a perda de uma pessoa amada.

 

7. É Assim - Paloma Valdivia

É Assim - Paloma Valdivia

Recomendado para crianças com idade entre seis e sete anos, a publicação da escritora e ilustradora chilena Paloma Valdivia fala sobre a importância de desfrutar o presente, visto que não sabemos de onde viemos e nem mesmo para onde vamos. Assim, orientada pela emoção, de maneira delicada e através do traço sensível, fala sobre a morte, abordando também as tristezas decorrentes das perdas.

 

8. Harvey: como me tornei invisível - Hervé Bouchard 

Harvey: como me tornei invisível - Hervé Bouchard

O primeiro livro infantil do autor canadense Hervé Bouchard, traz o garoto Harvey como personagem principal, o qual ao tomar conhecimento da morte de seu pai, precisa lidar com as emoções e todos os sentimentos decorrentes da perda.

Os tons sóbrios da ilustração traduzem as sensações e percepções da personagem, mostrando o seu ponto de vista e trazendo mecanismos que permitem melhor entendimento acerca da perda.

 

9. Mas por quê??! A História de Elvis -  Peter Schössow

Mas por quê??! A História de Elvis -  Peter Schössow

O livro é sobre a revolta da menina que não se conforma com a morte de Elvis, seu canarinho amarelo.  Aos poucos, extravasando a dor e revivendo as lembranças para sofrer menos, a indignação dá espaço à serenidade.

 O escritor alemão utiliza recursos de narrativa fantástica para lidar com o tema morte e a saudade que ela causa em nós, independentemente da nossa idade.

 

10. Menina Nina, Duas razões para não chorar - Ziraldo

Menina Nina, Duas razões para não chorar - Ziraldo

Talvez um dos livros mais comoventes escritos pelo autor do Menino Maluquinho. A história aborda a dor de maneira delicada e cheia de esperança, falando de pessoas com quem Ziraldo conviveu.

A narrativa tem como pano de fundo a perda vivida por Nina - sua primeira neta - ao tomar conhecimento da morte de sua avó.

 

11. Roupa de brincar - Eliandro Rocha

Roupa de brincar - Eliandro Rocha

A obra do escritor gaúcho Eliandro Rocha narra a história de uma menina que tem a tia como a pessoa mais divertida do mundo e sua atividade favorita é brincar no guarda-roupa dela. Mas, um dia tudo muda, ao chegar em casa percebe a tristeza da tia, nota que suas roupas perderam a graça e o guarda-roupa agora encontra-se praticamente vazio.

Ao acompanhar o ponto de vista da garotinha é possível explicar a morte para crianças de um jeito bonito e inocente. O livro é indicado para os pequenos de quatro a 12 anos.

 

Artigos Relacionados

 

12. O Meu Avô Foi Para o Céu -  Maria Teresa Maia Gonzalez

O Meu Avô Foi Para o Céu -  Maria Teresa Maia Gonzalez

A história da renomada escritora portuguesa é emocionante e aborda a relação entre  avós e netos, mostrando como é possível, em meio à tristeza e à dor da perda, preservar para sempre a memória das pessoas que amamos.

 

13. A árvore das lembranças - Britta Teckentrup

A árvore das lembranças - Britta Teckentrup

O ilustrado para crianças de dois a cinco anos de idade, narra a história de uma raposa que desfrutou uma vida longa e feliz na floresta ao lado dos outros animais, mas ao se sentir muito cansada, entende que é o momento de sua partida.

De maneira delicada ao tratar de emoções por meio dos bichinhos, o livro foca na saudade e nas boas lembranças que ficam quando uma pessoa querida vai embora.

 

14. A preciosa pergunta da pata - Leen van den Berg

A preciosa pergunta da pata - Leen van den Berg

Diante da tristeza pela perda de seu filhote, a pata, em reunião com seus amigos animais, os indaga sobre o que acontece quando morremos. Para ajudá-la com um consolo ou solução para sua dor, os animais tentam encontrar respostas para essa e outras difíceis perguntas.

 

15. Para onde vamos quando desaparecemos? - Isabel Minhós Martins

Para onde vamos quando desaparecemos? - Isabel Minhós Martins

Indicado para crianças entre 9 e 10 anos de idade, o livro da escritora portuguesa, ilustrado por Madalena Matoso, aproveita a ausência de resposta para a pergunta título e nos leva a considerar outras possibilidades, de maneira filosófica e poética, a fim de colorir, ao menos um pouco, um tema tão sombrio como as perdas.

De maneira lúdica e através de analogias, a narrativa dá asas à imaginação, utilizando exemplos como pares de meia que sumiram, o barulho que desaparece quando tudo fica em silêncio, a areia da praia levada pelo vento e outras coisas que podem desaparecer sem explicação, mas que ainda assim não devem ser esquecidas. 

Conhece outros livros para explicar a morte para crianças que não foram mencionados neste artigo? Compartilhe conosco deixando seu comentário. Você poderá ajudar outras pessoas.

 

Veja mais

Como lidar com a saudade causada pelo luto

Como lidar com a saudade causada pelo luto

18/10/2021
A saudade pode ser representada de várias maneiras, sendo um sentimento ligado às lembranças boas... Continue lendo.
Por que homenageamos falecidos com coroa de flores

Por que homenageamos falecidos com coroa de flores?

08/10/2021
É costume enviar coroa de flores ao velório, como última homenagem à pessoa falecida e também... Continue lendo.
5 dificuldades enfrentadas por quem não tem um plano funerário

5 dificuldades enfrentadas por quem não tem um plano funerário

30/09/2021
Quem não tem um plano funerário infelizmente enfrenta alguns problemas diante de um momento... Continue lendo.

Como proceder em caso de Falecimento?

Saiba quais procedimentos tomar e quais os documentos providenciar.