Orientações para crianças que devem usar máscara

É necessário estar atento à falsa sensação de segurança.

Orientações para crianças que devem usar máscara
15/06/2020
Por: Funerária Araújo-Orsola

Devido à crise provocada pela pandemia do coronavírus, o Ministério da Saúde (MS) tem recomendado à população, desde abril, o uso de máscaras para todas as faixas etárias, com o intuito de conter a disseminação da Covid-19.

Anteriormente essa recomendação se aplicava somente aos profissionais da saúde, pessoas doentes e cuidadores, agora vale para todos. Inclusive as crianças.

Contudo, é necessário estar atento com a devida higiene, pois o uso da máscara pode acarretar em uma falsa sensação de segurança. Confira algumas orientações para crianças que devem usar máscara.

 

Barreira física de contenção

O objetivo do uso da máscara é criar uma barreira física para conter as gotículas expelidas pelas pessoas, que podem estar secretando o vírus sem, de fato, estarem doentes.

Quando duas pessoas conversam sem máscara, a chance de que a pessoa saudável pegue a Covid-19 da pessoa que está doente é muito alta. Já quando a máscara é colocada apenas na pessoa que está doente, a chance de contágio diminui mais, mas ainda é média. Porém, quando as duas pessoas – tanto a que está doente como a que está saudável – usam a máscara, a chance de contágio pela Covid-19 se torna baixa.

Desta forma, pode-se entender que a chance de contágio vai diminuindo se todas as pessoas usarem, porque aumentam as barreiras de proteção contra o vírus. Por isso, as crianças devem usar máscara também.

 

A maioria das crianças é assintomática

Ainda que não estejam no grupo de risco para graves casos da doença, os pequenos podem transmitir o vírus sem que apresentem sintomas. Desta forma, é evidente que mesmo aqueles que estão no grupo de menor risco devem usar a máscara, pois podem transmitir o vírus sem que percebam.

Segundo um estudo chinês realizado em 2.143 crianças, foi possível constatar que mesmo que elas sejam passíveis a complicações graves, 90% desses casos são, na verdade, assintomáticos (não apresentam sintomas), leves ou moderados.

Nesse sentido, mesmo que a criança tenha o vírus, pode não apresentar os sintomas e sem o devido uso da máscara, acaba por transmiti-lo sem que saiba disso.

 

Artigos Relacionados

 

Quando as crianças devem usar máscara?

Primeiro, vale lembrar que o ideal é que as crianças fiquem em casa. Entretanto, ao saírem, se forem maiores de dois anos, devem utilizar a máscara. Esta medida é considerada tão importante quanto a higienização frequente das mãos e o distanciamento social.

Crianças menores de dois anos, assim como bebês, não devem utilizar a máscara, pois como possuem vias aéreas menores do que as dos adultos, a proteção pode dificultar a respiração, correndo o risco de causar asfixia.

A mesma recomendação é válida para pessoas que não conseguem remover a máscara sozinhas (sem assistência), pessoas inconscientes e/ou com problemas respiratórios.

 

Como proceder com crianças que devem usar a máscara?

Algumas diretrizes devem ser seguidas para o uso correto das máscaras, pois caso contrário, a utilização pode piorar o risco de contaminação do vírus. Confira algumas dicas:

 

Como colocar e retirar a máscara

  • Lavar as mãos com água e sabão por 20 segundos ou passar álcool em gel antes de colocar a máscara;

  • Colocá-la pelos elásticos, prendendo-os atrás das orelhas;

  • Evitar tocar na parte da frente ou de dentro da máscara;

  • Ajustá-la corretamente para que cubra totalmente o queixo e o nariz;

  • Após colocar a máscara, evitar falar constantemente ou tocá-la;

  • Trocar a máscara a cada duas horas ou quando estiver umedecida;

  • Lavar as mãos com água e sabão ou álcool em gel antes de retirá-la; 

  • Retirar tocando somente os elásticos, evitando a parte da frente ou de dentro;

  • Após retirar a máscara, dobre-a ao meio com a parte de fora virada para dentro e coloque em um saco plástico para lavar depois;

  • Por fim, lave novamente as mãos com água e sabão ou higienize com álcool em gel 70%.

 

 

Retire a máscara pelos elásticos

Retire a máscara tocando somente os elásticos, evitando a parte da frente ou de dentro.

 

 

Higienização das máscaras

A higienização da máscara deve ser feita com água e sabão na máquina de lavar, ou deixando de molho na água sanitária por até 30 minutos. Após seca, ainda é preciso passá-la com um ferro quente.

 

Como devem ser as máscaras

Confira também algumas orientações sobre como deve ser a máscara caseira em tecido:

  • Ter duas camadas de tecido ou mais (para assegurar a capacidade de filtragem das partículas virais);

  • Ser bem desenhada (com formatos e medidas corretos) para cobrir adequadamente o rosto e atender o conforto sem deixar espaços laterais;

  • Cobrir totalmente boca e nariz, contudo, a respiração deve ser permitida sem restrição;

  • A máscara não deve ser compartilhada com outras pessoas, seu uso é individual;

  • O material da máscara deve permitir que seja lavada sem que haja alterações em sua forma.

 

Receba conteúdo em seu email - Orsola

 

 

Cuidados extras

O protocolo indicado deve ser seguido à risca, caso contrário, a máscara só trará uma falsa sensação de proteção e sua finalidade essencial não será cumprida.

Ainda que a máscara seja utilizada, é importante lembrar que as outras recomendações continuam sendo adotadas. Desta forma, é primordial respeitar o distanciamento social, evitar aglomerações e higienizar as mãos adequadamente.

As crianças podem, facilmente, se incomodar com o uso e, ao sentirem o desconforto, acabam por mexer na máscara e tocar no rosto. Portanto, é preciso estar atento para que não se exponham ainda mais ao risco de contaminação.

 

Quer saber mais orientações para crianças que devem usar máscara ou tem alguma dica para compartilhar? Deixe seu comentário. Será uma satisfação para nós!

 

Como proceder em caso de Falecimento?

Saiba quais procedimentos tomar e quais os documentos providenciar.