Como manter a saúde mental na quarentena

Dicas para manter o equilíbrio e a estabilidade emocional

Como manter a saúde mental na quarentena
26/05/2020
Por: Funerária Araújo-Orsola

Em meio à quarentena, não apenas a ansiedade como também a depressão foram intensificadas, o que é uma grande preocupação, visto que ainda no ano passado (2019), o Brasil foi considerado o país mais ansioso do mundo.

De acordo com dados da OMS o Brasil sofre uma epidemia de ansiedade, sendo o país com o maior número de pessoas que convivem com o transtorno no mundo:18,6 milhões de brasileiros, isto é, em média 9,3% da população convive com a ansiedade.

Atualmente, devido à pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas começaram a ter esses efeitos intensificados. Outros, que não sofriam desse transtorno anteriormente, enfrentam agora a ansiedade em meio à situação.

Neste sentido, durante o período de isolamento social estabelecido para prevenir o contágio da COVID-19, o estado de ansiedade e estresse pode ser intensificado, prejudicando o equilíbrio mental e, até mesmo, afetando o sistema imunológico, agravando ainda mais o momento de instabilidade que muitos estão vivendo.

Pensando nisso, trouxemos algumas dicas para ajudar a manter a saúde mental na quarentena.

 

A situação favorece os transtornos

Não é só a economia ou o comércio que estão sendo prejudicados diretamente pela quarentena. O isolamento social também traz outras consequências, como por exemplo: as preocupações, a insegurança, o medo e até mesmo a solidão, que nos desestabilizam emocionalmente e afetam a saúde mental.

Além disso, alguns especialistas afirmam que o isolamento social pode vir a provocar uma espécie de ansiedade permanente, a qual fragiliza o sistema imunológico e também pode propiciar a depressão.

Então, para manter a saúde mental na quarentena, é necessário adotar táticas que possibilitem a diminuição desses fatores estressantes, tentar refletir e ver o lado positivo, com a prática de hábitos que visam amenizar o momento enfrentado atualmente.

 

Filtre o consumo de informações 

É necessário filtrar o excesso de informações, para não causar o aumento da ansiedade.

Televisões e rádios noticiando, o dia todo, sobre o coronavírus podem gerar picos de ansiedade constantes.

Contudo, é essencial ficar bem informado a respeito das novidades e soluções sobre o assunto.

O ideal é optar por acompanhar as notícias somente em períodos determinados e usufruir do restante do tempo para realizar exercícios físicos, atividades prazerosas, manter a rotina da família e também do trabalho.

Sobretudo, é importante acompanhar as informações de fontes confiáveis, como por exemplo, do Ministério da Saúde.

Além disso, acompanhar as notícias de outros países pode aumentar a ansiedade e o pânico, portanto, é essencial entender que a COVID-19 se adapta a diferentes formas em torno do mundo. 

 

Receba conteúdo em seu email - Orsola

 

Estabeleça uma rotina para manter a saúde mental na quarentena

Por mais que a quarentena tenha mudado muitas atividades que faziam parte do nosso dia a dia, é necessária uma reorganização cotidiana, para manter pelo menos um pouco da rotina.

Primeiro, é necessário estabelecer um horário para acordar e começar com a refeição mais importante do dia, o café da manhã.

Caso esteja trabalhando em casa, crie um ambiente agradável para a realização dos seus afazeres e vista-se com roupas confortáveis, evitando assim ficar o dia todo com o pijama, trabalhando na cama (o que não é nada produtivo).

Além disso, é essencial manter-se ativo e saudável, então, procure se alimentar adequadamente e realizar atividades físicas no espaço que tiver em casa.

 

Aproveite a tecnologia para estar em contato com as pessoas

Sem dúvida alguma, a tecnologia também colabora para a manutenção do equilíbrio da saúde mental durante o isolamento social.

Por meio das redes sociais é possível manter o contato com parentes, colegas de trabalho e amigos.

Ainda que não seja possível ter o contato pessoal, a tecnologia nos permite, através de ligações e videochamadas, manter as relações sociais. Desse modo, os impactos da distância são minimizados.

Aliás, também é um meio de distração, no qual podemos encontrar séries, jogos, livros e filmes para todas as idades.

Então, aproveite para estar em contato com as pessoas, lembre-se de que este é um momento em que os sentimentos de rejeição e abandono, assim como a ansiedade, costumam aflorar.

Portanto, ligue para os amigos e coloque o papo em dia, lembre-se dos seus avôs e outros familiares, aproveite para fazer uma videochamada em conjunto com a família.

 

Se dedique a algo que você gosta

Uma boa alternativa para diminuir a ansiedade durante a quarentena, certamente, é se dedicar a atividades que você gosta.

O artesanato, a jardinagem, a gastronomia são ótimas atividades manuais que nos estimulam a relaxar e manter a calma.

Desse modo, é possível também dedicar a energia acumulada a alguma atividade útil em casa, como a limpeza e organização.

 

Artigos Relacionados

 

Faça atividades em família

Caso o coronavírus o tenha colocado em quarentena junto com sua família, aproveite para ter momentos de atividade com ela.

É importante que façam as refeições principais juntos e, acima de tudo, longe dos celulares, televisões e notícias. Dediquem esse momento em especial à reunião familiar.

Se tiver crianças, é essencial promover afazeres que possam incluí-las, como gincanas, atividades e até mesmo jogos que tenham em casa.

Saiba como manter a boa convivência durante a quarentena

 

Pratique meditação

Para manter a saúde mental na quarentena, trazer mais relaxamento e diminuir a ansiedade durante o isolamento, uma ótima ferramenta é praticar meditação, que além de simples, não custa nada e pode ser feita em qualquer lugar da casa.

Para isso, basta buscar um lugar calmo e sem interferências, sentar-se em posição confortável, fechar os olhos e desligar-se de qualquer pensamento que lhe ocorrer.

Se você nunca praticou meditação, também é possível utilizar apps que nos induzem à meditação guiada, facilitando o início dessa atividade. Como exemplos destes aplicativos temos: Insight TimerHeadspace.

Além de reduzir o estresse e a ansiedade, a meditação também favorece o fortalecimento do sistema imunológico, pois a saúde mental fortalece o corpo.

Neste isolamento, o indicado é fazer no mínimo uma meditação por dia, mas se você se sentir à vontade para ir além, é possível praticar pequenas meditações no início e no fim do dia.

 

Faça terapia online

Para evitar o contágio do coronavírus, muitos psicólogos já migraram suas sessões de terapia do consultório presencial para o ambiente virtual, de forma online. Assim, é possível cuidar da saúde mental sem sair de casa.

Então, se você já faz terapia, converse com seu psicólogo e saiba se é possível realizar a terapia online.

Dessa forma, o paciente e o profissional se beneficiam, pois a pessoa continua saudável, enquanto o psicólogo também mantém sua renda.

E, caso você ainda não faça terapia, mas sente que está muito ansioso, essa pode ser uma boa hora para procurar um psicólogo. Existem plataformas online com ótimos profissionais que atendem de forma remota.

 

Faça exercícios físicos 

Fazer exercícios físicos também auxilia a  manter a saúde mental na quarentena, reduzindo os níveis de estresse e ansiedade. Por isso, procure formas de realizar as atividades dentro de casa, assim você se mantém saudável e evita a rotina sedentária.

Muitos exercícios podem ser feitos com o peso do próprio corpo e, até mesmo, utilizando quilo/pacote de alimentos, como por exemplo.

Em geral, o importante é focar no lado positivo, conseguir enxergar que o isolamento social é a melhor maneira de protegermos a nós mesmos e aqueles que amamos e que esta situação chegará ao fim. Enquanto isso, devemos amenizar o estresse e a ansiedade por meio dessas dicas.

Você tem alguma dica de como manter a saúde mental na quarentena? Compartilhe conosco, assim você pode ajudar outras pessoas.

 

Veja mais

Indenizações do seguro DPVAT passam a ser pagas pela Caixa

Indenizações do seguro DPVAT passam a ser pagas pela Caixa - Saiba como pedir

22/02/2021
Apesar de o pagamento do DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via... Continue lendo.
Orçamento familiar: sua importância e como fazê-lo

Orçamento familiar: sua importância e como fazê-lo

17/02/2021
Você sabe qual é a importância de se fazer um orçamento familiar?Para alcançar objetivos é... Continue lendo.
Doação de bens em vida: saiba como funciona o processo

Doação de bens em vida: saiba como funciona o processo

10/02/2021
Algumas pessoas não gostam de falar sobre herança, o que é normal, afinal esse é um assunto... Continue lendo.

Como proceder em caso de Falecimento?

Saiba quais procedimentos tomar e quais os documentos providenciar.