A história do Cemitério dos Americanos, o Cemitério do Campo

Um dos pontos turísticos de nossa cidade é o Cemitério dos Americanos. Conheça a história deste local histórico.

A história do Cemitério dos Americanos, o Cemitério do Campo
16/04/2019
Por: Funerária Araújo-Orsola

Conhecido por sediar anualmente, no mês de abril,  a festa dos Confederados, o Cemitério dos Americanos faz parte da história de Santa Bárbara d’Oeste, cidade da Funerária Araújo - Orsola. O local mantém viva a memória dos ancestrais americanos que aqui se estabeleceram no século XIX.

Para conhecer a origem desse local, que hoje é um dos pontos turísticos de nossa cidade, é necessário relembrar um pouco a história dos Estados Unidos, mais especificamente a Guerra da Secessão.

 

Guerra da Secessão

A Guerra da Secessão, que teve início em 12 de abril de 1861 e terminou quatro anos depois, em 09 de abril de 1865, devastou totalmente os estados sulistas dos EUA., matando, adoecendo e desabilitando, devido aos ferimentos de batalha, cerca de 30% dos homens em idade economicamente ativa. Essa devastação levou o povo à miséria, gerando uma onda de roubos e violência.

 

Vantagens no Brasil

Paralelamente ao conflito, em 1865, o governo brasileiro abriu em Nova York um escritório de imigração, oferecendo inúmeras vantagens aos norte-americanos que desejassem emigrar para o Brasil, fato que culminou na vinda de, aproximadamente, 10.000 imigrantes ao nosso país.

 

Sucesso na lavoura

Em 16 de fevereiro de 1866, o Coronel William Hutchinson Norris (que era senador e advogado) e seu filho Dr. Robert Cícero Norris vieram tentar a sorte no Brasil e chegaram à região de Santa Bárbara d’ Oeste (SP). Compraram a fazenda Machadinho e começaram o cultivo da lavoura. Após o sucesso da primeira colheita, Norris enviou uma carta à sua família - que havia ficado no Alabama - para que viesse ao Brasil e convidasse amigos, vizinhos e familiares para emigrarem também.

 

Villa Americana

Assim, entre 1866 e 1890, o número de famílias da colônia de Santa Bárbara aumentou significativamente, e a região acabou ficando conhecida como Villa dos Americanos.

 

Outros conteúdos do Blog da Orsola:

● Conheça o Plano Funerário Familiar da Orsola e seja um associado

Velório online: a tecnologia encurtando distâncias 

 

Primeiros túmulos

Em 13 de julho de 1867, Beatrice Oliver, esposa do Coronel Asa Thompson Oliver, falece fatigada pela viagem e pela guerra. Seguindo os costumes sulistas, Oliver a enterra na fazenda que comprou nas terras do município, que se estendia até a mata no local. Pouco tempo depois, suas filhas Inglianna e Mildredd falecem, vítimas da tuberculose, e são enterradas ao lado da mãe.

Os cemitérios pertenciam à igreja católica, e não à municipalidade como atualmente. Na época, também faleceu uma criança, o pequeno Henry Bankston. No entanto,  sua família não obteve permissão para sepultá-lo no cemitério da vila pelo fato de não ser batizado. Desta forma, à medida que outros imigrantes faleciam, por não serem católicos, eram enterrados nas terras de Oliver, que destinou um hectare para o sepultamento da comunidade americana.

 

Construção da capela

O cemitério do Campo, como também é chamado, também conta com uma capela. Esta foi construída em 1871, atendendo às denominações protestantes, mas como seu solo era instável, teve de ser reconstruída em 1903 e 1962.

É contado que todos se reuniam um domingo por mês na capela do cemitério para ouvir o evangelho, depois pagar referências para os que já haviam partido para a pátria celestial e confraternizar com os outros imigrantes.

 

Receba conteudo em seu email quadrado24

 

Localização

O Cemitério do Campo fica a 16 quilômetros de Santa Bárbara, na zona rural, cercado por lavouras de cana-de-açúcar.  Em 1954, a Fraternidade Descendência Americana foi constituída para mantê-lo e, anos depois, recebeu a doação legal do terreno.

 

Os descendentes

Hoje, os descendentes dos Confederados se mantêm muito ativos na Fraternidade, inclusive, conseguiram fundar e manter o Museu da Imigração em Santa Bárbara d’Oeste com o apoio das autoridades municipais.

 

Festa Confederada

A Festa Confederada é um dos mais esperados eventos culturais de Santa Bárbara d’Oeste, e o único do município incluído no calendário oficial do Estado de São Paulo. O evento tem como finalidade a aproximação dos descendentes, familiares e amigos, e também a angariação de fundos para preservar o Cemitério e suas dependências.

 

Gostou da história do Cemitério dos Americanos? Deixe seu comentário!

Veja mais

7 dicas de como confortar pacientes terminais

7 dicas de como confortar pacientes terminais

21/09/2021
Receber a notícia que alguém querido está com uma doença fatal, é algo muito triste e... Continue lendo.
Despesas com funeral: quais são e como evitá-las

Despesas com funeral: quais são e como evitá-las

14/09/2021
Além do baque emocional, se despedir de um ente querido também pode impactar as finanças. As... Continue lendo.
15 Livros para explicar a morte para crianças

15 Livros para explicar a morte para crianças

08/09/2021
A morte faz parte do processo natural de todo ser humano, e os tempos de pandemia de coronavírus... Continue lendo.

Como proceder em caso de Falecimento?

Saiba quais procedimentos tomar e quais os documentos providenciar.